O BLOG

Uso este espaço para postar alguns temas que gosto: arquitetura, construção, sistemas construtivos, paisagismo, patrimônio cultural, arte, museus/museologia, design, escultura, finanças, fotografia, música, e outras coisinhas..

Este blog é fruto das minhas leituras, edito o que mais gostei...para nossa inspiração!

Obrigada pela visita e volte sempre.

Seja Bem-Vindo (a) !!!

Este blog foi elaborado pela arquiteta Marjorie Karoline © 2008-2016

terça-feira, 10 de abril de 2012

Arquitetura Hospitalar

A Arquitetura Hospitalar,  uma área ampla , muito complexa, porém muito importante.

Lendo por aí, achei um post bem  interessante e útil, no site  euamoarquitetura   e vou compartilhar com vocês.

Na verdade o que faz um especialista em arquitetura hospitalar?
Um arquiteto especializado tem capacidade plena de projetar não apenas hospitais, mas em todos os estabelecimentos assistências em saúde existentes, consultórios, clinicas, postos de saúde, unidades de pronto atendimento, unidades especializadas, policlínicas, unidades hospitalares, dentre outros.
Quais as particularidades do projeto hospitalar?
Quando falamos em um hospital temos que refletir sobre todas as atividades que podem e são desenvolvidas em seu funcionamento e ao mesmo tempo estruturar todo o seu fluxo para que não existam conflitos.
Um projeto hospitalar deve ser pensado como uma grande cidade, onde existem as vias principais, secundárias e seus lotes e quadras específicas.
Os projetos também devem obedecer as normas vigentes, que determinam as dimensões mínimas e todos os critérios de cada unidade.
Como a medicina avança continuamente com a tecnologia, muitos tratamentos são alterados, surgindo novas correntes e conceitos. Por isso, devemos estar sempre atualizados com essas tecnologias para não gerar um projeto ultrapassado precocemente.
Outro ponto que deve ser levado em consideração é a versatilidade do projeto, ele deve sempre permitir mudanças rápidas e adaptações, frequentes nesse tipo de estabelecimento. Isso é fundamental para manter o hospital atual, afinal um hospital sempre será um constante canteiro de obras!

Um arquiteto hospitalar sempre está atualizado com relação as novas tecnologias, novos materiais e atento as diversas atividades que são desenvolvidas, por isso é valiosa a ajuda de um arquiteto especializado para que seu projeto tenha uma vida útil adequada.
A dica para quem é da área de saúde e deseja colocar seu consultório é antes de mais nada contratar um profissional adequado para não sofrer aborrecimentos futuros com a vigilância sanitária.
Pra vc que é arquiteto e não tem experiência a dica é contratar uma consultoria, pesquisar também é importante, mas nunca suficiente, então não fique na mão dos médicos e enfermeiros na hora do projeto e busque uma ajuda especializada, ela sai mais barata por poupar tempo com os erros na aprovação do projeto.
O que é um plano diretor hospitalar?
Um plano diretor nada mais é do que o plano de crescimento e previsão do hospital ao longo dos anos, assim como os planos diretores das cidades. Nele será previsto todo o crescimento, baseado na previsão de atendimentos, do perfil do local, no perfil das unidades, dentre outros fatores diretos e indiretos.
Eles são essenciais! Atualmente a maioria dos hospitais tem um plano diretor de desenvolvimento, que determina de forma orientada a sua expansão. Os hospitais públicos, por exemplo, devem ter os planos para ajudar a equipe de arquitetura a estruturá-los de forma adequada, mesmo que a equipe não seja especializada.
O que deve ser levado em consideração no dimensionamento de um projeto de um hospital?
Antes de começar a projetar devemos em primeiro lugar estudar o local que será inserido o edifício hospitalar. Existem alguns programas do estado que fornecem informações, mas é sempre importante visitar o local e ver a situação in loco.
A coleta dos dados são determinantes para sabermos se o hospital necessita de mais leitos, quais especialidades e serviços devem ser desenvolvidas. Inúmeros os fatores que influenciam o dimensionamento e as unidades que serão desenvolvidas em sua estrutura.
Pra começar procure entender melhor o sistema SUS, no caso de ser um hospital público, pois ele é determinante para definir o porte do estabelecimento. O porte está definido de acordo com o nível de atendimento e quantidade de leitos.
A escolha do terreno é muito importante, faça sempre uma previsão de crescimento, para evitar problemas futuros!
Em um projeto de reforma é necessário fazer um diagnóstico dos problemas que a unidade enfrenta para solucionar no novo projeto.
Em que o projeto contribui no funcionamento de uma unidade hospitalar?
Existem vários estudos que apontam a contribuição da arquitetura em uma unidade de saúde. Uma boa estrutura física e escolha adequada de materiais, por exemplo, podem melhorar ou minimizar a contaminação e risco de infecções.
A humanização dos espaços hospitalares também contribui para a melhora do paciente, por tornar o ambiente mais aconchegante e estimulador. Por esse motivo, por mais que se gaste na construção a instituição deve prezar principalmente o custo-benefício ao longo dos anos de cada decisão, pois com certeza o da construção não será o mais dispendioso. Invista num projeto bem elaborado!

Claro que não será possível entender tudo sobre a complexa arquitetura hospitalar, mas a intenção é divulgar o trabalho dos especialistas e mostrar a importância de um bom projeto para o sucesso do funcionamento de estabelecimento de saúde.

Um comentário:

  1. Bom dia,

    Somos produtores de produtos plásticos e vinílicos aditivados com íons de prata (antimicrobianos) para decoração e arquitetura. Abaixo segue matéria de uma nova linha no mercado.

    Pvc Antimicrobiano (placas / chapas / painéis)
    Produtos | Orgânicose e Inorgânicos |
    Painéis em PVC Antimicrobianos podem ser utilizados para redução de infecção hospitalar e contaminação alimentícia. Segurança e bem estar. Ferramenta de controle microbiológico eficiente, proteção permanente (íons de prata incorporados na matriz polimérica no momento da industrialização), proteção durável (5 anos), não permite formação de biofilmes em superfícies, protege usuários e trabalhadores nos setores hospitalar e alimentício. Não dispensa boas práticas e regras de segurança existentes. Produtos antibacterianos são mais seguros. Produtos anti bactéria asseguram uma melhor qualidade de vida. Produtos anti-fúngicos são mais higiênicos. Viva melhor!
    Algumas características do painel de PVC Antimicrobiano com Íons de Prata:
    · Proteção definitiva, o produto é incorporado na placa/chapa/painel no momento da sua produção.
    · Coloridas.
    · Pode ser pintado.
    · Pode ser impresso.
    · Pose der adesivado.
    · Imitação de madeira, quinze opções à usa escolha.
    · Imitação de mármore, três opões à sua escolha.
    · De 3,00 mm a 20 mm de espessura.
    · Tamanho padrão 1.220 mm X 2.445 mm
    · Tamanhos diferentes mediante pedido.
    · Densidade 0,55 gr/cm3, 0,75 gr/cm3 e 1,35 gr/cm3.
    · Lavável.
    · Fácil manutenção.
    · Longa durabilidade.
    · Não desbota.
    · Pode ser exposto ao sol, aditivado com anti UV.
    · Baixa permeabilidade.
    · Não absorve umidade.
    · Termoformável.
    · Grau alimentício.
    · Grau hospitalar.
    · Não requer ferramentas especiais para ser trabalhado.
    · Reciclável, Eco Friend.
    · Substitui MDF.
    · Substitui compensados.
    · Substitui compensado naval.
    · Utilizado em revestimentos internos e decoração.
    · Substitui painel estrutural TS.
    · Aplicável em Salas Limpas.
    · Aplicável em Câmaras Frias, refrigeração, carrocerias térmicas e baú frigorífico.
    · Aplicável na montagem de visórias sanitárias.
    · Aplicável em mobília: hospitalar, laboratórios, clínicas, restaurantes industriais e naval.
    · Aplicável como Drywall.
    · Fácil aplicação.
    · Rápida instalação.
    · Preços competitivos. Econômico. Confira.

    Visite nosso site: www.provida.ind.br

    ResponderExcluir

Os Comentários são moderados.
Não serão publicados comentários fora do contexto da postagem ou que utilizam de linguagem inadequada.