O BLOG

Uso este espaço para postar alguns temas que gosto: arquitetura, construção, sistemas construtivos, paisagismo, patrimônio cultural, arte, museus/museologia, design, escultura, finanças, fotografia, música, e outras coisinhas..

Este blog é fruto das minhas leituras, edito o que mais gostei...para nossa inspiração!

Obrigada pela visita e volte sempre.

Seja Bem-Vindo (a) !!!

Este blog foi elaborado pela arquiteta Marjorie Karoline © 2008-2016

domingo, 23 de outubro de 2011

Flores.. Flores... Sempre Bem - Vinda!

Vai dar uma festa?  
Invista num arranjo grande e exibido.  

O jantar é para as pessoas mais queridas?  
Expresse seu carinho com buquês singelos.  

Quer impressionar alguém com estilo?  
Aposte numa espécie escultural. 

E, mesmo quando não houver motivo aparente, espalhe flores por toda a casa — elas elevam o astral e não têm contraindicação. 

 Para um jantar em família
“Gosto de flor solta, aquele jeito de colher alguns botões no jardim e trazer para a casa.” É assim que a florista Rebeca Kocubej explica sua proposta de pequenos arranjos para um jantar em família. Para criar harmonia, ela combinou rosas que vão desde o tom de porcelana até o vinho, misturadas com eríngeo e um toque de amora selvagem. Os buquês encontraram o par perfeito nas jarras antigas de porcelana usadas como vaso. A dica de Rebeca é fazer a composição na mão, cortar as hastes no tamanho e colocar na jarra. 
Para saudar a estação, a florista Fernanda Cunha criou um arranjo exuberante. “Queria algo surpreendente, com flores pouco comuns, na gama de amarelo, roxo, laranja e verde”, conta. Ela escolheu muitas espécies, como narciso, didiscus, ervilha-de-cheiro, gloriosa, tumbérgia, cravo, goivo, pingo-de-ouro, legusto, lisianto, ornitogalo, orquídea e chuva-de-prata. No lugar do vaso, um balde de vidro para gelo.
A florista Fernanda Cunha completa: “Vale usar também xícaras, copos e vidrinhos”.
 
Para os dias de festa
Este é o arranjo preferido do florista Mario Almeida para os dias de festa. “Minha casa é toda branca e ganha um toque vibrante com o colorido destas flores”, explica. Para conseguir a dimensão desejada, ele utilizou astromélias vermelhas, pinks, amarelas e lilases – três dúzias para cada cor. A composição também ganhou 40 rosas confeti nas cores amarelo e vermelho. Mario ensina o segredo da beleza: “No vaso alto, comece a colocar as astromélias pelas beiradas por toda a volta e vá encaixando até o centro. Por último, ponha as rosas” . O gato Groselha aprovou.
Alpíneas juntas...
Tão marcante é a alpínea rosa que o florista Job de Proença Filho decidiu colocá-la sozinha num vaso de cristal vermelho. “Essa é uma forma de valorizar a beleza escultural da flor e também destacar o design da base”, explica.
Para eventos especiais
Imponente e cheio de classe é este arranjo criado pela florista Luizinha Scaramuzza. “Ele é perfeito para eventos especiais, principalmente porque usa uma base também marcante, como a fruteira de vidro vermelho”, explica ela. A florista ensina a escolher flores com predominância do tom do vaso misturadas a outras de cores harmoniosas. Seguindo essa linha, ela misturou rosas, gérberas, ageratum, astromélias e folhagem greengold. Para dar firmeza ao arranjo e criar um efeito maciço, as hastes ficam apoiadas em uma espuma envolvida com tela de arame.
Gardênia, tulipa, íris, celosia, orquídea, cynbidium e rosa spray. A escolha das flores e dos tons vibrantes neste arranjo não deixa dúvida de que ele revela um romantismo caloroso. “Escolhi os tons vivos para aquecer a atmosfera”, conta a florista Helena Lunardelli. “Fiz uma opção de arranjo concentrado, que reúne todas as flores para enfeitar um centro de mesa ou um aparador em dias de festa” , explica.
Para eventos especiais
Flores não são só para dias especiais e impressionar os amigos, mas um prazer diário. Para facilitar a vida, no dia a dia ou em reuniões informais, a florista Helena Lunardelli sugere colocar as mesmas flores separadas em vasinhos menores, em vez de fazer um grande arranjo.
Buquê vermelho
Na casa do florista Mario de Almeida, cada convidado leva uma parte do arranjo de 80 rosas colombianas. “Para presentear, faz a composição com buquês individuais de seis e sete flores. É uma forma de agradecer pela visita”, diz. Com 35 cm de diâmetro, o bowl de vidro conversa com a forma arredondada do arranjo, possível graças à disposição enviesada de cada buquê. Dicas do florista: corte os cabos na mesma altura e na diagonal para aumentar a absorção de água. Como o vaso é transparente, amarre os buquês com fita floral tape verde, encontrada em lojas de paisagismo. “Para o formato arredondado, encha primeiro as bordas e finalize com os buquês por cima.” Vaso de vidro da Atrium, castiçais da Sia e balde de gelo da Conceito Firma Casa. Mesa e cadeiras de jantar são do Arquivovivo. As rosas foram compradas no Ceasa de São Paulo.
Romance antigo
O vaso de prata de 1960 soa perfeito para as pequenas rosas spray arranjadas pelo florista Vic Meirelles. “Ele ilumina o arranjo, feito com três tons da mesma flor e folhas de ruscus. A proposta é leve e combina tanto com decorações modernas como clássicas”, diz Vic, que escolheu a espécie por ser fácil de encontrar e de manipular. “É delicada e ao mesmo tempo resistente.” Dica do florista: “Em vez de água, gosto de usar espuma floral úmida. Aqui, ela foi cortada no mesmo diâmetro do vaso, de 20 cm. Depois, basta espetar os cabos no formato que preferir”. Procure seguir a proporção do cachepô, sem flores transbordando. Finalize com a folhagem para quebrar a rigidez. O vaso descansa sobre o aparador com tampo de mármore. Para o arranjo, Vic usou três pacotes de rosa spray da Reijers e espuma fl oral da Rizzi. Na lateral, livro da Freebook.
Jarras viram vasos para minigérberas na proposta da florista Rebeca Kocubej. “Além de fáceis de encontrar, as gérberas têm cores alegres e a cara de verão”, diz Rebeca, que escolheu versões de vermelho, laranja e amarelo da flor. “Para ficar equilibrado, procurei setorizar os tons. Só o vaso maior mistura todos.” Por que jarras, em vez de cachepôs? “Tenho uma coleção e adoro para arranjos. É um jeito moderno e informal.” Dicas da florista: por ser bastante comum, a gérbera pede capricho especial e um toque extra de sofisticação na escolha do suporte e também no arranjo. “Gosto da míni, pois algumas apresentam o miolo verde, mais harmônico no todo.” Sobre a mesa de jantar, Rebeca misturou jarras de cerâmica antigas, peças francesas e modelos novos de porcelana, caso das amarelas menores, compradas na Tania Bulhões.
Segundo a florista Fernanda Cunha, a simplicidade é o melhor caminho para um belo arranjo. “Aqui, trabalhei com o essencial para valorizar o contorno de cada flor”, diz ela, que misturou somente espécies de pétalas brancas, como didiscos, jasmins e orquídeas do próprio jardim. “Para deixar o visual ainda mais leve, usei vasos transparentes. A sensação é a de que os arranjos estão flutuando.” Dica da florista: fica moderno explorar vários tipos de folhagens e flores no mesmo tom: reunido, o conjunto dá força ao conceito. Para criar as bolas de lisiantos, cravos e crisântemos nos vasos do chão, compre espuma floral nesse formato e espete os cabos ao redor. Sobre o aparador, didiscos, jasmins, orquídeas falenópsis, uma única folha de pau-d’água, prímula, Amarílis e chuva-de-prata foram dispostos nos vasos da LS Selection e da Bambu Flores e Design, as mesmas lojas dos vasos no chão.

Após as idéias.... experimente e faça o seu... deixe sua casa linda!

Fonte: Casa Claudia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários são moderados.
Não serão publicados comentários fora do contexto da postagem ou que utilizam de linguagem inadequada.