O BLOG

Uso este espaço para postar alguns temas que gosto: arquitetura, construção, sistemas construtivos, paisagismo, patrimônio cultural, arte, museus/museologia, design, escultura, finanças, fotografia, música, e outras coisinhas..

Este blog é fruto das minhas leituras, edito o que mais gostei...para nossa inspiração!

Obrigada pela visita e volte sempre.

Seja Bem-Vindo (a) !!!

Este blog foi elaborado pela arquiteta Marjorie Karoline © 2008-2016

domingo, 2 de outubro de 2011

Apartamento carioca e obras de arte

Estofados acolhedores, tonalidades sóbrias e uma agradável mistura de peças clássicas e modernas criam uma atmosfera deliciosa neste apartamento no Rio de Janeiro. 

Na sala de estar, reuniu antiguidades, móveis clássicos, lembranças de viagem e obras de arte.
Uma leve inspiração francesa é percebida na suíte do casal: molduras brancas valorizam as paredes, tingidas em duas gradações de um bege-acinzentado.

Enquanto a pintura de Lucia Laguna e o backlight de Mariana Tassinari preenchem a largura do sofá, a gravura de Antonio Peticov e um fragmento de madeira estão centralizados acima do aparador. "Deixo uma distância de 30 a 50 cm entre os móveis e as obras", diz Paola.


Para disfarçar a TV, o aparelho foi embutido em um painel de gesso em meio a obras de arte. Também de gesso, o aparador baixo, que ocupa a largura da sala, ganhou estrutura reforçada para servir de apoio e banco. Ao fundo, um espelho reflete os objetos. Sofás e mesa de centro da Imi, almofadas da Brint e banquetas da Artefacto.


No canto de jogos, a mesa Tulipa forma um conjunto de visual clássico com as cadeiras de palhinha francesas. Para contrastar, Paola adotou uma luminária gigante articulada. Apoiada no piso, a pintura sobre madeira de Marcelo Catalano faz fundo para a luminária de metal fosco (Lab Luz). Sobre a parede de tijolos, uma colagem de Alexandre Assali. As tábuas de ipê, originais do apartamento, foram clareadas.

Este aparador da sala de jantar (Artefacto B&C) tem a aparência de um móvel antigo chinês. Mas seu material não é a típica madeira laqueada, e sim aço polido. "O móvel se destaca por fugir do padrão. Foi isto o que me encantou: a releitura com um material moderno."


Foi entre seus antigos guardados que Paola encontrou a cortina feita a mão, com bordado richelieu, branca e delicada.

Para organizar os livros sem deixar a estante principal tão abarrotada, a moradora instalou uma prateleira alta, que circunda todo o escritório. "Como é generoso, o pé-direito possibilita essa solução. A proposta é emoldurar o espaço com as lombadas coloridas das edições." A cadeira diretor (Artefacto B&C) reforça a informalidade do escritório. Cortinas de linho da Brint.

Fonte: Casa Cláudia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os Comentários são moderados.
Não serão publicados comentários fora do contexto da postagem ou que utilizam de linguagem inadequada.